Textos e Estudos Bíblicos
UM TESTE PARA SER DISCÍPULO DE JESUS(2ª Parte) PDF  | Imprimir |  E-mail
Escrito por Redação CBB   
Qua, 15 de Outubro de 2014 09:48

UM TESTE PARA SER DISCÍPULO DE JESUS (2ª Parte)

Lucas 5.8-11

Como vimos no texto passado (Lucas 5.1-7), Jesus está fazendo um teste de discipulado com Simão e outros pescadores. Simão e seus companheiros pescaram a noite toda e nada pegaram. De manhã, ele cede seu barco para que Jesus ensine a multidão. Ouve tudo que Jesus falou. Terminada a mensagem, Jesus diz a Simão que volte ao mar e lance as redes de novo. Simão, experiente pescador, acha estranha aquela ordem mas, já que era Jesus, ele obedeceu. Pescam tanto peixe que o barco quase afunda e pedem ao outro barco que os ajudem. Os dois barcos ficam abarrotados de peixes.Vamos ver se Simão e seus companheiros de pesca passaram no teste de discipulado de Jesus, examinando Lucas 5.8-11. Ao ver os dois barcos abarrotados de peixes, Simão fica desnorteado. Aquele mestre tinha feito aquela pescaria milagrosa acontecer. Simão cai de joelhos diante de Jesus em sinal de profundo respeito. Ele diz a Jesus: “afasta-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador” (v. 8). Esta frase traz preciosos significados:

1º) Simão é muito indigno de Jesus por isso pede que se afaste dele;

2º) o motivo de Simão achar-se muito indigno é duplo: ele considera-se um homem pecador e Jesus é Senhor. Aqui Simão é aprovado para o discipulado! Só pode ser discípulo de Jesus quem se ver como pecador e indigno sempre. Diante de Jesus não há outra atitude que faça jus a ele. O grande apóstolo Paulo, no final de sua vida, diz: “Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior” (I Tm 1.15). Será que você entende?

Para ser discípulo, temos que ter um profundo senso de indignidade e pecaminosidade. Aquela pessoa que, desejando ser discípulo de Jesus, achar que está prestando um grande favor a ele, jamais será aceito para o discipulado. Jesus não quer soberbos, gente que se acha ótima, gente que vive “botando banca” acerca de si mesma. Você só será discípulo de Jesus quando, de verdade, achar-se um pecador miserável e completamente indigno de seguir o Mestre, e digo mais: este sentimento vai acompanhar você pela vida toda!

Simão, seus companheiros de barco e também Tiago e João, donos do outro barco e sócios na pesca, ficaram perplexos com o que acontecera (v. 9,10). A atenção de todos eles passou dos peixes para Jesus. Naquela situação, os peixes já não tinham mais importância, o importante era o homem que fez aquele milagre acontecer. Outro sinal do discipulado: Jesus é mais importante do que bens, família, namoro, casamento, diploma, lucro na empresa, etc. Observo, com muita agonia, muitos “evangélicos” de hoje quererem usar Jesus para conseguir enriquecer, carro zero, casa própria, casamento, emprego bom, poder na sociedade. O que aprendo com Simão é que a atenção da vida está dirigida para uma pessoa, e “este cara não sou eu”, é Jesus Cristo. Por ele, vale a pena perder tudo. Isto é discipulado. Jesus aceita Simão como seu discípulo. E começa a ensinar as bases do seu discipulado (v. 10). Em primeiro lugar, Simão não deve ter medo. É uma ordem de Jesus chamando por confiança nele. Quem é discípulo não deve ter medo de viver, do futuro. Normalmente, as pessoas vivem com medo. Jesus diz a todos os seus discípulos que não tenham medo pois, se ele tem o poder de encher barcos de peixes, ele pode fazer qualquer coisa e proteger os seus, conforme lhe aprouver. Em segundo lugar, ele diz a Simão que, de agora em diante, ele será pescador de homens.

O discipulado é uma missão de vida. E a missão é “capturar” pessoas, não para matá-las, mas para lhes dar vida eterna e abundante. O discipulado de Jesus significa uma determinação pessoal de fazer sempre o bem para os outros seres humanos e de trazê-los para perto de Deus. Simão, Tiago e João deixaram seus barcos com aquela imensa quantidade de peixes com seus empregados, decidiram abandonar o ofício de pescador e tudo o que tinham e começaram a mais incrível e radical aventura de suas vidas: seguir àquele Mestre em seu discipulado (v. 11). Jesus é quem os chamou!

Leitor: seguir a Jesus é uma decisão radical de deixar tudo que hoje domina nossa vida e abraçar este discipulado/missão, olhando sempre para Jesus.

Última atualização em Qua, 15 de Outubro de 2014 10:09
 
UM TESTE PARA SER DISCÍPULO DE JESUS PDF  | Imprimir |  E-mail
Escrito por Redação CBB   
Sex, 10 de Outubro de 2014 10:17


UM TESTE PARA SER DISCÍPULO DE JESUS

Lucas 5.1-7

Qualquer emprego hoje exige que o candidato faça um teste para saber se está apto. Se o emprego for público, então a exigência sobe e muito. Concursos públicos são concorridos porque, hoje em dia, as vantagens são muito grandes. Vi uma reportagem sobre o concurso para gari de uma prefeitura do interior de São Paulo e observei que vários candidatos tinham curso superior. No seu ministério terreno, Jesus escolheu alguns entre seus discípulos para que andassem com ele e aprendessem. Este grupo recebeu o título de “apóstolos” que significa “os enviados”. Quando começou a escolher, fez um teste com eles. No texto de Lucas 5.1-11, temos o teste com os primeiros apóstolos. Por ser grande, dividi o texto em duas partes e hoje estudaremos o texto de Lucas 5.1-7. O interessante é que este teste serve para qualquer pessoa que queira ser discípulo de Jesus. Analise sua vida e veja se está apto para este discipulado.

Jesus estava na cidade de Cafarnaum, na praia do lago de Genesaré, também conhecido como Mar da Galileia (v. 1). Ele começou a ensinar e foi ajuntando gente, e mais gente, e uma grande multidão começou a se comprimir ao seu redor. A multidão queria ouvir a palavra de Deus que ele proferia. Chegou um momento que Jesus percebeu que, daquele jeito, não ia dar para continuar. Procurou uma saída. Viu ao lado, a pouca distância dali, que dois barcos, utilizados para pesca, estavam parados na praia (v. 2). Os pescadores estavam lavando as redes. Isto significava que já tinham terminado o seu trabalho. Lavar as redes era a última parte para deixar tudo preparado para o trabalho do dia seguinte. Deu também para perceber que voltaram sem peixe. A pescaria fora um fracasso! Jesus entrou em um dos barcos, que pertencia a Simão, e pediu-lhe que afastasse o barco um pouco da praia e ficasse de frente para a multidão (v. 3). Simão aceitou, chamou os companheiros e levou seu barco com Jesus. Viu Jesus assentar-se e ensinar a multidão. Terminado o ensino, Jesus diz a Simão que volte para onde as águas eram mais profundas e dá a todos os pescadores no barco a ordem para que lancem as redes de novo para a pesca (v. 4). Neste momento, Simão conversa com ele (v. 5). Trata-o com respeito, chama-o de comandante, mas deixa claro que eles trabalharam a noite inteira (melhor hora para a pescaria) e nada pegaram, embora fossem peritos naquele tipo de trabalho.

Simão confessa a falência do trabalho humano, mesmo dos peritos. Simão começa a se dar bem no seu teste de discipulado: percebe que o homem, por si só, não consegue produzir nada que agrade a Deus. Todo discipulado de Jesus começa com o sentimento de insatisfação do discípulo em relação à sua vida. Quem está muito satisfeito com o seu jeito de ser nunca será discípulo de Jesus. Mas Simão decide obedecer à palavra de Jesus (v. 5), diz claramente: “mas, porque és tu quem está dizendo isto, vou lançar as redes”. Simão não confiou em sua experiência, mas decidiu obedecer apenas a palavra de Jesus. Não procurou qualquer outra garantia. Apenas a palavra. Aquele que quer ser discípulo de Jesus deve crer em sua palavra, responder com fé ao que ele disse. Não dá para ser discípulo e, além da palavra, querer que haja uma cura, um grande ganho financeiro, a conquista amorosa de alguém para então, decidir crer em Jesus. Simão e seus companheiros pescaram tanto peixe que não cabia mais no barco e fizeram sinais para que outro barco que estava na praia viesse ajudá-los (v. 6,7). O outro barco veio e os dois ficaram abarrotados de peixe a tal ponto que quase afundavam. A palavra de Jesus produz colheita farta.

Há lutas e dificuldades no discipulado de Jesus. Não é fácil. Mas, também é verdade que o discípulo terá uma vida farta da presença de Jesus, da alegria de viver, de companheirismo com os demais discípulos, do suprimento de todas as suas necessidades e de vida eterna. A vitória pertence a quem se torna discípulo de Jesus.

Última atualização em Sex, 10 de Outubro de 2014 10:35
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Pagina 1 de 60

 

Copyright © 2014 Portal Batista. Todos os direitos reservados.
Rua Senador Furtado, 56 - Rio de Janeiro - RJ / CEP 20270-020 / (21) 2157-5557